domingo, 20 de julho de 2014

TEATRO NA EDUCAÇÃO INFANTIL EM PEDREIRAS: Reflexão, intervenção e construção de possibilidades.


 Signos de Pedreiras - MA

A cidade de Pedreiras é objeto de estudo da atriz pedreirense Jacqueline Lemos.  Na pesquisa, a pedreirense discute as Possibilidades da inserção do Teatro nos currículos da Educação Infantil no Município, e traça um levantamento dos conteúdos de Arte, visando-se compreender como são ensinados, além de contribuir com a elaboração de novas metodologias de ensino em Teatro na educação infantil através da formação de professores. Elaborada de junho a junho a pesquisa envolveu as escolas Colégio Batista Eleutério Rocha; Jardim de Infância Branca de Neve e Centro de Ensino Especial e Profissional Vicente Benigno. Este trabalho está inserido no Projeto de Pesquisa “Dos Dois Lados", o que se ensina e ao que se aprende nas aulas de arte do Maranhão? Realizado pela professora Mas. Ana Socorro Ramos e está vinculada ao polo UFMA Arte na Escola. Implementado desde 2005.


O Polo Arte na escola tem auxiliado na difusão do ensino da Arte em todo o estado do Maranhão, marcando presença nos interiores através dos seus pesquisadores representantes. Jaqueline, sua representante no município de Pedreiras, é prata conhecida da casa, no teatro e na poesia. Residindo na capital, a concluir os estudos, tem construído uma carreira em São Luís e demais lugares através do teatro, apesar disso, e graduando em Licenciatura em Teatro Pela Universidade Federal do Maranhão, fica feliz em promover esses diálogos. Para ela a academia deve dialogar com os interiores, como os interiores precisam ficar atentos ao que ocorre nas academias. Mudanças importantes no cenário dos municípios do maranhão sugerem essa abertura e necessidade de acompanhar essas transições. 


Para ela é uma honra e sempre um aprendizado poder volta sempre à terrinha para dialogar sobre sua profissão e paixão, o teatro. Jacqueline que recentemente recebeu o titulo de cidadã pedreirense, defende a relevância da pesquisa por inserir Pedreiras num patamar de discussão nacional já que recentemente a Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei 7032/10 que Altera os §§ 2º e 6º do art. 26 da Lei nº 9.394, que fixa as diretrizes e bases da educação nacional, para instituir, como conteúdo obrigatório no ensino de Artes, a música, as artes plásticas e as artes cênicas. agora tramita em regime de prioridade. E espera que o trabalho abra caminhos para estender essa conscientização e formação continuada a demais escolas no município. Para a pesquisadora, a educação brasileira passa por uma série de significativas mudanças, que vão desde a sua estrutura organizacional até o seu currículo base. Por isso mesmo, refletir sobre o ritmo com que essa mudança ocorrerá; também em Pedreiras é fundamental. Sobretudo por que a construção do conhecimento em teatro atinge aspectos teóricos, técnicos e principalmente sensíveis e humanos, em qualquer faixa etária, sendo cobrado, inclusive, no capitulo Movimento do Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil - RECNEI, Vol III e demais orientações curriculares para o Ensino Fundamental no I Ciclo, não podendo estar o município, na contramão disso. Já a atividade formativa desenvolvida no período em que estiveram ocorrendo as oficinas, o trabalho se dava aos níveis da conscientização do professor da educação infantil. Esclareceu ainda que a principal diferença do teatro feito na rua ou nos palcos para aquele teatro desenvolvido na sala de aula (seus signos, elementos, sua prática e seu ambiente) é que não há a pretensão de fazer o aluno almejar profissão artística, ou a docência, ainda que isso venha a ocorrer, mas, o foco de trabalho do professor de Teatro é promover o desenvolvimento estético do educando, dando a ele o suporte à compreensão, apreciação e tradução dos signos dessa linguagem nas situações de vida, quer venha ele “ser ou não ser” um ator ou professor.A oficina que envolvia dinâmica de grupo, jogos e leitura promoveu um espaço de criação multilateral, pois por um lado, buscou atingir a compreensão dos conteúdos de teatro, por parte das professoras com a compilação de um repertório de atividades possíveis em sala de aula, e, por outro, a promoção de dinâmicas de grupo com as participantes, cujas atividades pudessem informar na experiência, assim os conteúdos do teatro foram vivenciados corporalmente pelas professoras.


 Ao final das atividades as professoras relataram:

Me chamou muita atenção quando você falou que nós temos que educar os nossos alunos para que consigam conviver numa sociedade mal educada. Essa é uma realidade, ainda mais para nossos alunos que sofrem preconceito o tempo inteiro, como se tivessem culpa das suas necessidades especiais. A nossa luta diária aqui é construir uma auto estima que o tempo inteiro, fora daqui, os outros tentam destruir  nas nossas crianças. Me pergunto quem deve dar o pontapé inicial da mudança de que você está falando, se é a escola ou a sociedade que é um organismo maior do qual a escola faz parte. - Profª Graciete.
Quando você disse que seria aula de teatro, não achei que haveria aceitação. Ao final, vi todas as professoras se envolverem. Foi muito importante, falo por mim eu estava tão agitada, tão preocupada e esqueci tudo! Aprendi que existem formas de brincadeiras que ensinam. Para mim, o ‘Jogo do Nó’ foi o principal, por que nos conscientiza que precisamos uns dos outros para resolver as coisas. Às vezes a gente não se conhece de verdade, mas precisa se ajudar. Derramei muito suor, também estou dolorida, mas, feliz. Profª e Gestora Joseane Leonel.
Destaco os alongamentos por que a gente acha que a criança não precisa alongar e aquecer, mas não é verdade. Gostei do Jogo do Pendulo por que motiva a união. Profª Francely Pereira de Melo
Nós todas, juntas, somos a engrenagem da educação [comparando a profissão com o Jogo da Máquina].  Profª Maria José.
Destaco o trabalho com a respiração e as dicas de não gritar. Acho que usar o diafragma me serve já que preciso da voz para dar aula. Profª Maria Euza Leite Lima.

MAIS UM CRIME EM TRIZIDELA DO VALE


Por: Joaquim Filho

Aconteceu nesse final de semana mais um crime em Trizidela do Vale que chocou a população.

Agora são quatro, em menos de uma semana, considerando os dois jovens que apareceram mortos no Rio Mearim, o caso do assassinato em frente à Paróquia Santo Antônio e, agora, esse no bairro Aeroporto. Você não acha que são tantos crimes para uma cidade pequena e pacata no porte de Trizidela do Vale?

Nessa madrugada de sábado para domingo (20), a Polícia Militar do Quartel de Polícia de Pedreiras recebeu uma ligação pelo 190, que no bairro Aeroporto, no município de Trizidela do Vale-Ma, em uma determinada residência estava acontecendo uma briga, uma discussão de um casal. A viatura ao receber o comunicado se deslocou para o referido local, que ao chegar no recinto conforme informado via telefone, nada de anormal estava acontecendo.

Mas hoje pela manhã, correu a notícia no bairro e depois se espalhou pela cidade que em uma residência tinha uma suspeita de um uma pessoa morta, detectada por um morador do local. Quando a polícia chegou ao local, ao adentrar a residência deparou-se com um corpo de um cidadão que teria sido assassinado e, logo, ligaram o caso com o telefonema que teriam recebido na madrugado, por volta de uma hora da madrugado (domingo, 20).

Ao constatar que existia uma pessoa assassinada no interior da residência com requinte de crueldade, a polícia levou o corpo para o Hospital Geral de Trizidela do Vale, onde foi constatado que a vítima fora acometido de várias perfurações de arma branca na região do abdome e ainda fora perfurada os olhos.

Ao tomar conhecimento ainda pela manhã por populares, o blog Pedras Verdes se dirigiu até ao município vizinho e, lá, tomou conhecimento que o corpo já de encontrava sendo velado na Rua do Campo. Conversando com algumas pessoas que se encontravam no velório, ficamos sabendo que a vítima se tratava de CARLOS ROBERTO SAMPAIO, 54 anos, natural de Fortaleza/CE, e que estava morando na cidade há dois meses, que, segundo uma ex-cunhada sua, a vítima tinha chegado com uma menor de 16 anos (nome ignorado). 

As senhoras que estavam no velório, que tem parentesco com a ex-esposa do falecido, disseram que a menor era uma pessoa esquisita, pouco falava e que sabem pouco sobre a mesma. A única coisa que sabem é que a mulher suspeita de assassinato é de Bacabal, que estava com a vítima há três meses, mas vivia sob-regime de cárcere privado. 

A senhora que deu informações sobre esse caso, disse que Carlos Roberto – a vítima - dizia que tinha um filho que é Polícia Federal, o mesmo era quem o bancava em tudo. 

Entramos em contato com a Polícia Militar, onde tivemos informações do Sargento F. Sousa, que disse que mais detalhes sobre esse caso podem ser obtidos com a Polícia Civil que vai investigar o caso.

Sendo assim, fechamos a semana com mais uma notícia triste, onde mais uma vida foi ceifada vítima da violência que ronda a nossa cidade que um dia fora tão pacífica e tranquila.

Quem será o próximo nessa madrugada?





sábado, 19 de julho de 2014

PARE E PENSE: POR QUE MUDOU?


PROGRAMA PARE E PENSE VAI MUDAR DE HORÁRIO

Por: Joaquim Filho 

Não existe horário certo para se falar de Deus, pois a qualquer hora e em qualquer lugar, é correto que se fale da sua Palavra, dos seus ensinamentos e do seu Amor. Assim está escrito no seu Livro da Vida, a Bíblia. 

Pare e Pense é um programa religioso da Segunda Igreja Batista de Pedreiras, que é apresentado pelo Pastor Augusto, e recentemente com a participação do Irmão Clidenor Soares, que vai ao ar através da Rádio FM Cidade de Pedreiras, de segunda à sexta, das 6 às 7h.

O programa, indiscutivelmente, é hoje um dos maiores líderes de audiência e já está no ar há bastante tempo onde todos os dias, bem cedo, a população de Pedreiras e região acorda com o seu dia abençoado, cheio de paz e muita luz com as palavras que esse pastor revolucionário vem fazendo na região. 

Pastor Augusto, um homem de Deus, um servo que não para, sempre de prontidão para servir a quem quer que seja. Seu trabalho, independente de religião, tem tido grande repercussão na sociedade devido a sua filosofia de vida ser diferenciada dos demais líderes religiosos. Seu pensamento vai além de uma pregação a um deus utópico, um deus das nuvens para cima, mas sim, um DEUS de amor e bondade que vive e reina no meio dos homens. 

Mas para a grande surpresa dos radiouvintes, ao término do programa, o Pastor Augusto falou que o horário do programa Pare e Pense, a partir de segunda-feira iria mudar, ficando das 5 às 6h, coisa que para quem o conhece e convive com o mesmo, deu para perceber que o Pastor não ficou muito satisfeito.

Durante todo dia, circulando pela cidade, não se ouvia outro comentário, principalmente no meio dos evangélicos que de certa forma não ficaram muito satisfeitos com a mudança do horário, alegando que seria muito inconveniente, pois nesse momento a grande maioria das pessoas ainda estão dormindo e aproveitando o melhor sono que é o da madrugada.

A pergunta que fica é a seguinte: QUAL A RAZÃO DA MUDANÇA DO HORÁRIO DO PROGRAMA PARE E PENSE, JÁ QUE ESSE HORÁRIO É BEM MAIS CÔMODO PARA OS OUVINTES?

Se o Pastor Augusto ou a direção da Rádio Cidade quiserem dar uma explicação para a população, o blog está à disposição para ouvi-los.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

PEDREIRAS RECEBEU NESSA SEMANA A VISITA DE DRA. SILVIA FRAZÃO


Por: Joaquim Filho

Não é todo dia que a nossa cidade recebe uma autoridade no porte de Dra. Silvia Frazão, que embora venha constantemente à Pedreiras como uma pessoa comum, porém, desta vez, a mulher veio de forma diferente e sua passagem teve como finalidade visitar, fiscalizar e constatar “in loco” as obras realizadas pelo Governo do Estado, na função que ora exerce de Corregedora do Estado do Maranhão. 

Retornar à Pedreiras, segundo Dra. Silvia Frazão, é sempre um prazer, uma festa, um bálsamo, pois aqui, quando esteve trabalhando na administração Raimundo Louro – 2001 a 2004 – como assessora jurídica, teve a oportunidade de fazer bastante amizades (Edvan Matos que nos confirme) e realizar um trabalho de suma importância para os munícipes dessa cidade, que não ficou somente na questão institucional, mas também fora bastante altruísta colocando os seus conhecimentos advocatícios à serviço dos mais necessitados. 

Sua passagem fora bastante notável. Não houve um órgão de comunicação que não noticiou a sua visita na região.

No programa de rádio de maior audiência do Maranhão, o Tribuna 101, Dra. Silvia Frazão deu entrevista ao apresentador Sandro Vagner e de pois na TV Cidade com Dahiana Silva, explicou com detalhes a razão da sua passagem pela cidade.

Dra. Silvia Frazão explicou que a Corregedoria é um órgão do governo no controle interno do Estado, que a instituição tem como lema trabalhar e detectar algumas questões internas do estado para que não haja nenhum problema de desvio de conduta administrativo no governo.

Disse mais: que a Corregedoria está imbuída de poder e suscita com isso os processos de outros órgãos, não importa se estão arquivados ou em andamento. Durante sua entrevista, mostrou-se ser uma fiel defensora não só do estado no sentido administrativo, mas uma defensora também da governadora, com as diversas palavras de cunho amistoso que teceu a respeito de Sua Excelência. 

Nosso blog teve a honra e o prazer de desfrutar de um momento notívago com Dra. Silvia Frazão na Praça do Jardim, ponto de encontro da sociedade pedreirense e, durante a conversa, revelou que é uma leitora assídua do blog, que vê e tem no mesmo uma referência muito forte da comunicação pedreirense. 


CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA DE PEDREIRAS SE REUNIU NESSA QUINTA-FEIRA





   fotos: Manuel Santana 

Por: Joaquim Filho

Aconteceu nessa quinta-feira (17), na Promotoria Pública de Pedreiras, uma reunião extraordinária do Conselho Municipal de Cultura do município de Pedreiras, com início às 9h30, e contou com as presenças dos conselheiros: Augusto Cajueiro (presidente da FUP), Samuel Barrêto (também conselheiro estadual), Manuel Santana (segmento música), Joaquim Filho (livros e leitura), Álvaro Pachêco (artes plásticas), Alves (poder público), Solange Ribeiro (poder público), Francisca (poder público), Uclédna Silva (artesanato) e Joel (danças).

Presentes na reunião estavam a promotora Sandra Pontes e o novo promotor recém-chegado à cidade, José Carlos Farias Filho, que responderá pela 2ª promotoria que responde pelo patrimônio cultural. 

Em pauta, tratou-se da estruturação do Conselho Municipal de Cultura, que segundo Dr. Sandra Pontes a entidade precisa se legitimar, se organizar, para poder valer os seus direitos de fiscalizador de tudo que se passa na cultura local. A promotora lamentou que para o Conselho se reunir e debater os seus interesses, não é necessário que a Promotoria esteja cobrando, pois essa não é a função do Ministério Público, e sim, orientar, acompanhar e tomar as providências cabíveis por lei quando necessário.

Em parceria com o novo promotor Luis Carlos, Dra. Sandra Pontes mais uma vez foi bastante importante na orientação, e, juntos, se colocaram à disposição do Conselho no sentido de que o mesmo possa valer a sua função. 

Dr. Luis Carlos Farias foi de suma importância também e se colocou à disposição do Conselho e deu orientações de como fazer para o mesmo se organizar e acompanhar tudo que ocorre com a cultura local politicamente.

CADÊ A PRESTAÇÃO DE CONTA DA FUP DA FESTA JUNINA?

Foram com essas palavras e o seu jeito bem peculiar que nós já conhecemos que a Dra. Sandra Pontes se dirigiu ao presidente da FUP Augusto Cajueiro, uma vez que o Ministério Público tem a informação de um montante de R$. 120.000,00 (cento e vinte mil reais) que entraram nos cofres da Prefeitura de Pedreiras para a realização da festa junina. A promotora quer saber do presidente da FUP quando essa prestação de contas será colocada à disposição da comunidade, pois se trata de uma festa popular realizada com dinheiro público.

Cajueiro se explicou aos presentes e respondendo à pergunta da promotora, que esse dinheiro veio para a cultura, mas não foi depositado na conta da FUP. Que o mesmo veio através do Estado via Gabinete do Prefeito. 

Dr. José Carlos Farias falou que esse não é o procedimento correto. Que no futuro o presidente e o gestor podem se complicar, uma vez que esse dinheiro é destinado exclusivamente para a cultura. Que é inadmissível que o Conselho de Cultura não cumpra a sua função: acompanhar e fiscalizar o dinheiro que é da própria classe – os artistas. 

Em detrimento dessas questões, mais uma vez foi discutido o velho assunto de sempre: a cultura tem dinheiro para as bandas que vem de fora e não tem apoio para os artistas locais que precisam divulgar a sua arte como: livros, cd, exposição de telas e artesanatos, danças, teatro etc, que segundo o Ministério Público são as verdadeiras manifestações de cultura de um povo.

Foi uma reunião bastante proveitosa, que serviu para o Conselho Municipal de Cultura assumir o seu papel de verdade e, a FUP, na pessoa do seu presidente ficar mais atento e colocar o bigode de molho. 

TRIZIDELA DO VALE: SÃO JOSÉ DE CAMPOS DÁ EXEMPLO DE CIDADANIA








Por: Joaquim Filho

A Copa do Mundo chegou ao fim e a vida dos brasileiros volta ao normal apesar do grande vexame que a nossa Seleção passou nesse mundial realizado aqui no Brasil. Mas uma coisa é certa e uma lição nós aprendemos: apesar dos cinco títulos mundiais conquistados, não somos melhores do que ninguém, e que passado faz parte da história.

Vida que segue alimentada de esperança e o olho no futuro, em Trizidela do Vale está acontecendo algo de extraordinário e merece ser divulgado para o mundo para que sirva de exemplo e demonstração que tem alguém fazendo a diferença.

O senhor Benedito, conhecido pela alcunha de “Sapatão” já vem há vários anos à frente do time de futebol São José de Campos, um dos clubes daquela cidade com organização institucional e que agora vem realizando um trabalho com crianças, adolescentes e jovens carentes, os quais têm a oportunidade de fazer parte de um clube que está investindo no futuro desses cidadãos, pois vencer na vida não é só se tornar um jogador de futebol, mas acima de tudo, aprender a ter compromisso e responsabilidade com a vida independente de qualquer profissão que um jovem possa escolher.

Nessa quarta-feira (16), dia do retorno dos jogos do campeonato brasileiro, ao cair da tarde, o blog Pedras Verdes fez uma visita no campo do São José de Campos e constatou “in loco”o trabalho sério e de grande importância que “Sapatão” está realizando em favor desses jovens de Trizidela do Vale.

Constatamos que muita coisa foi feita e está sendo realizada para que o espaço possa proporcionar melhor condição de infraestrutura aos sócios, atletas e amantes de um bom futebol: construção de uma sede ao lado do campo; abertura de uma entrada principal dando acesso fácil à avenida principal; reflorestamento nas margens do campo; nivelamento do terreno; segurança etc.

Mais detalhes sobre esse belo projeto, confira agora, na íntegra, uma entrevista com “Sapatão”, que aproveitou para mandar um recado para alguns empresários e políticos da região.

SANTO ANTÔNIO DOS LOPES: ESSE GÁS PODE DAR BODE!


Quando uma usina termelétrica começou a se instalar em Santo Antonio dos Lopes os moradores do município imaginaram que a vida deles fosse melhorar. Se enganaram.

A cidade não tinha, e ainda não tem, estrutura para receber a chegada de tantas pessoas que chegam para trabalhar. O resultado é o desassossego e o aumento no índice de violência na região.

Para os moradores do povoado Demanda a situação é pior. A usina foi instalada no quintal das suas casas. Para eles foi feita a promessa de que seriam transportados para um local digno. Até um documento foi assinado, prevendo a construção de escolas e creches nesse novo local de moradia. Ficou tudo no papel.

O único benefício real é o dinheiro que entra nos cofres da prefeitura. Os royalties pela exploração do gás natural, são pagos religiosamente e a responsabilidade pelo destino do dinheiro é do prefeito Eunélio Mendonça.

Nessa semana o deputado federal Simplício Araújo cobrou a resolução do problema. Segundo ele, os moradores não podem mais fazer roça ou acender carvão pois, como a usina está ao lado, o risco de incêndio se torna iminente. “Essas famílias tinham na terra sua subsistência, seu sustento. Não podem mais usar a terra e nem recebem compensação financeira”, disse.

fonte: louremar.com.br

quarta-feira, 16 de julho de 2014

PMMA DEFLAGA OPERAÇÃO EM PEDREIRAS E TRIZIDELA DO VALE


Coordenada pelo coronel Zózimo Paulino, comandante do CPAI-1, e auxiliado pelo major Maurílio, comandante da 10ª CI de Pedreiras, teve início nesta quinta-feira (03), uma mega operação que aconteceu nas cidades de Pedreiras e Trizidela do Vale, com policiais militares 10ª CI e o apoio da Rota Ostensiva Tática Móvel (ROTAM), no intuito de preservar a ordem pública, garantir a segurança e combater a criminalidade nestas localidades. Foram deslocadas três viaturas da ROTAM de São Luís, com efetivo de 12 policiais para dar apoio e suporte a operação.

Durante os quatro dias de operação, foram realizadas 500 abordagens em pessoas, 130 em ônibus, 30 em estabelecimentos comerciais, 150 motocicletas vistoriadas, 80 autos de infração de trânsito, efetuadas 06 prisões em flagrante delito, preenchidos 05 Termo Circunstanciado de Ocorrência, apreendidos 07 kg de maconha, 187 pedras de crack, 11 armas brancas, 02 armas de fogo e 05 veículos.

“Estamos intensificando as operações com o objetivo de coibir e reduzir o índice de criminalidade nestas áreas, portanto, mais de 50 policiais militares foram empregados nesta operação. Lembrando que neste período é realizada a tradicional vaquejada na cidade, onde o fluxo de pessoas aumenta consideravelmente. Todavia, efetuamos várias prisões e apreensões de drogas, tivemos um saldo muito positivo nesta operação. Pois vamos estender e desencadear operações em outros municípios do Maranhão”, enfatizou o Cel. Zózimo.

Mais de 60 municípios faz parte da circunscrição do Comando do Policiamento de Área do Interior – CPAI-1, comandada pelo coronel Zózimo, que compreende a área da 7ª CI de Rosário, 10ª CI de Pedreiras, 12ª CI de Zé Doca, 7º BPM de Pindaré-Mirim e 15º BPM de Bacabal.

Por: SGT. DINIZ

PEDREIRAS REALIZA CAMPANHA NO DIA NACIONAL DA SAÚDE DO HOMEM


Preocupada com a saúde da população masculina, a Secretaria de Saúde do município através da atenção básica de saúde realizou na noite de ontem na praça do jardim uma campanha de prevenção de doenças voltada para o publico o masculino no dia em que se comemorou o dia do homem. Na oportunidade vários testes foram realizados com quem ali esteve em busca dos serviços oferecidos além de palestras com a finalidade chamar atenção do homem aos cuidados com saúde.

Texto: Thony Maranhão /Fotos: Vilson Vianna


















 

Arquivo do blog